Turismo – Cancún

Pense numa brisa fresca com um céu azul e um sol radiante. Pense em uma água tão transparente que você enxerga do avião as pedras no fundo do mar. Pense em ruínas de impérios milenares, de civilizações mágicas. Pense em parques naturais onde você vai sentir a natureza como nunca antes. Agora imagina que existe um lugar onde há tudo isso. E esse lugar se chama Cancún.

A cidade de Cancún é formada por uma parte na terra, onde fica o centro, e uma parte em uma projeção de terra no formato de um número 7 – essa última é a chamada Zona Hoteleira. Os grandes resorts com a praia branquinha que você vê nos filmes está nesta região.

Retirado de mexonline.com

A “perna” inferior do 7 tem, a leste, o Mar do Caribe em toda a sua extensão, fazendo com que o mar por lá seja mais bravo que na parte superior do 7 e na “curvinha” – que se chama Punta Cancún. A Punta Cancún é, na minha opinião, o lugar mais bacana para se hospedar. Fica perto da super Coco Bongo, do Mercado de Artesanías Cisne Negro, Starbucks, pontos de ônibus e uma balsa para Isla Mujeres.

Algumas pessoas ficam muito na dúvida entre ficar em um resort all-inclusive (aqueles em que pode-se comer e beber 24 horas por dia sem pagar nada a mais por isso) ou um resort só com café da manhã. A escolha vai depender da quantidade de passeios que você vai fazer que vão durar o dia todo: se você for ficar mais de 70% do seu tempo fazendo passeios de dia todo (como Chichén-Itzá, Isla Mujeres, Cozumel), não compensa pagar a mais pelo all-inclusive. Mas se você pretende ficar uma parte considerável do seu tempo jacarezando na praia maravilhosa e na piscina estonteante do seu hotel, vale a pena o all-inclusive (lembrando que bebidas alcoólicas, sorvete, sucos e lanchinhos também fazem parte do pacote em vários hotéis).

Não se esqueça de contratar um seguro viagem para não ficar na mão caso tenha algum problema de saúde. É muito comum os estrangeiros terem infecções estomacais e outros tipos de intoxicação pela quantidade de frutos do mar diferentes que comem na viagem, e tanto eu quanto meu marido tivemos esse problema. Como eu não soube ativar o seguro do meu cartão de crédito, íamos morrer em U$ 100 pela consulta na clínica do hotel e mais sabe-se lá quanto no tratamento no hospital. A sorte é que o taxista que ia nos levar ao hospital disse que os mexicanos, quando têm algum problema de saúde, vão a um tal de Dr. Simi – uma clínica médica da rede de farmácias Similares. A consulta custou o equivalente a R$ 6,00 e os remédios ficaram cerca de R$ 10,00. Foi uma ótima maneira de não acabar com nosso orçamento de viagem em remédios e tratamento médico!

Abaixo conto para vocês o que tem de mais divertido para se fazer enquanto está hospedado em Cancún:

Coco Bongo: é balada, é bar, é show, é Cirque du Soleil em miniatura, tudo ao mesmo tempo agora. Chegamos cedo para pegar pouca fila na entrada, e apesar do Open Bar o Rafa não quis chutar o balde rsrsrs mas em pouco tempo vimos que a maioria das pessoas aproveita o open bar até a última gota – por isso, fomos embora às 2h, já de saco cheio de tanta gente esbarrando na gente. Somos velhos para isso, mas é um espetáculo e adoramos! Passeio noturno.

Isla Mujeres: pequena ilha que fica a 20 minutos de barco de Cancún. Não fomos no centro de Isla porque não tivemos tempo, mas paramos no Delphinario para nadar com uma golfinha fofa chamada Fátima e fomos ao Parque Estadual que fica na Punta Sur da ilha. Neste parque o almoço estava incluso no preço do passeio, e foi bem gostoso. Fizemos snorkel, nadamos, vimos animais, fizemos nada… uma delícia. E na ida ainda vimos tartarugas marinhas e baleias em volta do nosso barco. Passeio de dia todo.

– Centro da cidade: não gostei… talvez porque tira aquela magia que a Zona Hoteleira tem, de lugar cinematográfico. É um centro normal, bem parecido com o centro de Santo André, no ABC. Dizem que é imperdível uma visita ao Mercado 28, mas não conseguimos chegar lá por causa da chuva. Ficamos no shopping Plaza Las Americas, onde tem uma loja da Nix com preços beeem interessantes. Aliás, é bom mencionar que Cancún é uma zona Tax Free – os preços de cosméticos de lá são bem parecidos com os preços no Panamá. Passeio de uma manhã ou uma tarde.

Xcaret: zoológico, parque aquático, trilha e snorkel. Uma delícia!! Os animais ficam soltos, separados dos visitantes por rios (eles ficam em “ilhotas”). Tem trilhas no meio da mata, e um borboletário maravilhoso! Chorei de tristeza por ter acabado a bateria da minha máquina quando cheguei lá!! Tem borboletas de todas as cores, formas e tamanhos. O snorkel é feito em “trilhas aquáticas” – rios que levam de um ponto a outro no parque. A grande ideia deles foi fazer um guarda-volumes móvel: você deixa seus pertences antes de entrar no rio e, depois de percorrer toda a trilha aquática, seus pertences estão no guarda-volumes do outro lado. Compramos um pacote que já tinha o transporte, o almoço (foi sen-sa-cio-nal) e o show noturno. Esse show mostra toda a história do México, com uma partida de futebol maia e desfiles folclóricos de todas as regiões do país – e termina com o vôo de uma águia que representa a bandeira do México. Lindo e imperdível! Importante lembrar que só se pode entrar no parque com protetor solar biodegradável – eles não revistaram, mas acho importante não tirar na natureza algo que estamos ganhando, certo? Nós levamos o Sol de Janeiro, que é cheirosinho, ecologicamente correto, deixa uma cor linda e hidrata bem. Passeio de dia todo.

Chichén-Itzá: esse foi o passeio mais mágico que fizemos. Escolhemos o tour chamado de “luxo”, por ser em um ônibus mais confortável e custar só U$ 10 a mais por pessoa. Como a viagem leva 3h30, esses U$ 10 foram muito bem empregados! Nosso guia conhecia toda a história do povo maia, inclusive sabia falar maia (como a maioria das pessoas que moram naquela região), e ficamos horas passeando pelas instalações dessa antiga cidade maia que foi fundada séculos antes de Cristo e foi uma das principais capitais do Império Maia até o domínio espanhol. Este guia nos explicou, por exemplo, que os maias eram um povo bastante pacífico e científico – e que só começou a  praticar sacrifícios humanos depois de se juntarem com os Toltecas. Também vimos como a cidade foi construída sobre uma outra cidade – existem lugares de escavação recente onde se vê a cidade anterior, mais antiga e menor. A energia desse lugar é muito peculiar, e muita gente aproveita para meditar e fazer yoga pelos gramados. Passeio de dia todo.

– Mercado de Artesanía Cisne Negro: mexicanos são calorosos. E mexicanos de Cancún veem nos turistas a oportunidade de garantir seu sustento, como ocorre em qualquer cidade turística. Juntando esses dois elementos, você vê um povo que faz o possível e o impossível para conseguir vender seus produtos – e como nesse mercado as lojas ficam muito próximas (lojas de souvenirs, camisetas, tequilas, sombreros), eu tive a impressão de estar sendo atacada por um enxame de abelhas! Por isso não gostei – mas eu não gosto de tumulto, então pode ser essa a razão de eu não ter gostado. Passeio de poucas horas (vale a pena ir à Starbucks que fica na Plaza Caracol, um shopping pequenininho quase em frente onde as lembrancinhas são as mais baratas da cidade).

La Isla Mall: shopping maravilhoso – vale como ponto turístico. As lojas são todas no térreo, em ilhotas ligadas por pontes charmosas. Os restaurantes são ao ar livre, em frente ao pier de onde saem iates que fazem passeios pela lagoa. Uma delícia de lugar para passar uma tarde.

Você também pode encontrar mais informações na página de turismo do governo mexicano aqui. Bom passeio 🙂

Anúncios

2 responses to “Turismo – Cancún

  1. Pingback: O que saber antes de viajar | De Salto Alto e Notebook·

  2. Pingback: Posts populares – Dicas de viagem | De Salto Alto e Notebook·

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s