Série Um Destino, Três Países – Dia 1: Cataratas do lado brasileiro e restaurante El Quincho del Tío Querido

Olá meninas!! Vamos falar do destino de 3 países?

Nosso primeiro dia de viagem foi nas Cataratas Brasileiras. Fomos de ônibus de linha, que sai do terminal de Puerto Iguazú às 8h10, 10h20 e 12h20 e custa AR 30 ida e volta por pessoa (cerca de R$ 10,00). É a opção mais econômica e mais recomendável, já que custa menos da metade por pessoa de um táxi e o ônibus pára na porta do parque. Se você comprar o ingresso pela internet ganha um voucher de 10% de desconto no restaurante e nas lojinhas – eu não fui nem no restaurante nem nas lojas porque achei tudo muito caro, mas se você pretende comer por lá é uma boa pedida.

Ao entrar, você deve pegar o ônibus (se estiver frio, vá na parte de baixo!!) até a estação Trilha das Cataratas – lá você já tem a primeira visão incrível das cataratas e pode começar a trilha que leva à Garganta do Diabo e outras visões maravilhosas até o elevador panorâmico.

Como muita gente fica nesse primeiro mirante, lá é lotado de quatis. Os primeiros vão parecer a coisa mais fofa do mundo…

Massss – esse bicho é selvagem, trombadinha, morto de fome e ataca sem dó nem piedade se vir comida!!

Fiquei toda arranhada!!

Pelo elevador do fim da trilha você chega à estação Porto Canoas, que é o ponto final do ônibus interno. Se você pretende ir até o mirante da Garganta do Diabo lembre-se de levar capa de chuva (lá eles vendem uma bem bonitinha por R$ 7,00) e uma galocha ou chinelo. Porque   MOLHA!!! E muito!

Essa “neblina” da foto é água! Imagina o estado em que ficamos!!

Não deixe de experimentar os salgadinhos de soja e integral da Inspire. Eu nunca tinha visto essa marca, e me arrependi de não ter comprado uns para trazer!

Saindo do parque das Cataratas tem outra atração imperdível: o Parque das Aves. Logo na entrada tem algumas aves em gaiolas gigantes, que foram recuperadas de traficantes ou foram encontradas machucadas…e mais pra frente nós “entramos” nas gaiolas – são ambientes enormes, cheios de aves fofas e amigáveis, que não puderam ser retornadas à natureza depois de serem tratadas. O passeio é maravilhoso, dá a maior vontade de voltar!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Oi! Você vem sempre aqui?

Oi! Você vem sempre aqui?

O interessante é saber que esses animais mantiveram essa simpatia e apego pelos humanos mesmo depois de terem sofrido tanto nas mãos de traficantes de animais! São fofos ^^ amei!!

Pegamos o ônibus coletivo de volta a Puerto Iguazú às 17 horas – deu tempo de ver o parque das Caratas, tirar várias fotos, ver com calma o Parque das Aves e ainda fazer uma boquinha.

Fechamos a noite no El Quincho del Tío Querido, um restaurante que tem show de tango e de música folclórica às quintas-feiras e que fica perto do centro de Puerto Iguazú. Claro que o maridão pediu carne – e veio no capricho. Eu fiquei no peixe: um Surubí, típico da região.

Lembrando que em Puerto Iguazú come-se bem, muito, e paga-se pouco. Os jantares ficaram metade do que pagaríamos por pratos/ambientes semelhantes em São Paulo.

E assim voltamos para o hotel preparando as pernas para a caminhada do dia seguinte: Parque Nacional Iguazú – Argentina!

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s