Série Um Destino, Três Países – Dia 4: Feirinha Brasileira, centro de Puerto Iguazú, Icebar, Casino, Aqva

Hey galz!

Chegando ao quarto dia de nossa viagem… reservamos o domingo para conhecer mais Puerto Iguazu, a cidade colorada. Para entender a atmosfera de paz dessa cidade basta saber que ela fica no meio do Parque Nacional Iguazú, e não o contrário – assim, a cidade não pode crescer mais porque está rodeada de áreas preservadas e ainda tem um ar puro e que lembra natureza em cada passo. Até os anos 70 a única maneira de chegar à cidade era através da balsa que vinha do Paraguai e fazia todo o trajeto da pequena serrinha do Hito Tres Fronteras, e então a senhora Victoria Aguirre doou seu dinheiro para construir a estrada de acesso principal ao centro. Por isso a avenida principal da cidade leva seu nome.

Começamos o dia caminhando pelas redondezas do hotel, e indo ao cruzamento da avenida principal, a Victoria Aguirre, com a Avenida Brasil (oioioi hahaha). Por lá encontramos uma loja de lembrancinhas com um dono muito simpático, que fez questão de preparar um Mate (como eles chamam o chimarrão) para a gente experimentar. Compramos alfajores de erva mate, doce de madeira (sim, madeira, aquilo do tronco da árvore), uma cuia de chimarrão para cada um e ainda erva para preparar em casa.

Depois fomos à feirinha brasileira, imperdível. Vendem azeitonas recheadas, queijos magníficos, doce de leite, azeite, vinagre balsâmico, vinhos, tudo fabricado na Argentina e com preços bem atraentes. Dizem que o pastel da feirinha é algo de outro mundo, mas como estávamos de bucho cheio não experimentamos. O que experimentamos foi muuuito vinho na Vinhos e Algo Más, onde fomos atendidos por um casal novinho e super simpático e o Rafa fez o rapa hahaha

Azeitonas a R$ 8,00 o pote médio - mas peça para não colocar o caldo!! O pote não fecha direito e a mala fica ensopada

Azeitonas a R$ 8,00 o pote médio – mas peça para não colocar o caldo!! O pote não fecha direito e a mala fica ensopada

Salames gigantes a R$ 20,00 a peça

Salames gigantes a R$ 20,00 a peça

Saindo da feirinha fomos ao Icebar Iguazu, um open-bar que fica no meio da floresta e tem um ambiente a -10ºC. É muito engraçado! Antes de entrar, eles nos dão os casacos e luvas, então ficamos algum tempo em uma sala a 5ºC para não sofrer o choque de mudança brusca. E aí é hora de entrar no bar, a temperatura mínima! Tem esculturas de gelo, paredes de gelo, balcões de gelo… e um barman simpático preparando drinks (gelados hahaha) para os visitantes. O tempo máximo permitido para ficar lá dentro é 30 minutos, mas como estávamos de calça jeans normal e tênis não aguentamos mais de 25 minutos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Saindo do Icebar fomos tomar um banho para ir à Von Hafen, um barzinho que vende uma cerveja artesanal que, segundo o Rafa, tem a melhor Weizen bier que ele tomou. E então fomos jantar…eu tinha lido que o melhor restaurante da cidade era o Aqva, mas reconheço que não sabia o que esperar. E mesmo sem esperar nada, fui surpreendida!! Atendimento impecável, comida DELICIOSA, temperatura perfeita, ambiente gostoso, aconchegante, cardápio cheio de opções diferentes… a apresentação dos pratos era uma obra de arte… o Rafa disse que estava ‘enamorado pela chef’ e que ia me trocar por ela! hahahahah

Eu pedi de entrada o Antepasto Misionero, um prato com um pedacinho de cada prato típico da região: Chipa-guazú, Sopa Paraguaya, torta de surubí (para mim, o mais sensacional!), tomate recheado, vegetais grelhados e palmito com molho rosê. De prato principal, no primeiro dia, fui de Pacu com Aspargos e Ragu de Palmito, enquanto o Rafa…adivinhem o que ele pediu? para variar! hahaha

Antipasto Misionero

Antipasto Misionero

Minha sobremesa, o Caayucayari - Creme Brûlee de erva mate com espuma de erva mate e mandioca caramelada

Minha sobremesa, o Caayucayari – Creme Brûlee de erva mate com espuma de erva mate e mandioca caramelada

Sobremesa do Rafa - Duo de Chocolate com Sorbet de Manga

Sobremesa do Rafa – Duo de Chocolate com Sorbet de Manga

Bife de Chorizo com batatas recheadas do Rafa

Bife de Chorizo com batatas recheadas do Rafa

Ficamos tão loucos por esse restaurante que voltamos para almoçar no dia seguinte!! 🙂

Saindo do Aqva fomos ao Casino Grand Iguazú, o que foi uma decepção 😦 o lugar era lindo, lembrava uma Vegas em miniatura, mas fomos super mal atendidos, recusaram meu cartão porque eu queria comprar pouco crédito e ainda a maioria das máquinas só aceitava dólar! E a gente só tinha peso argentino (porque estávamos na Argentina!!!!!). Então não gostamos, ficamos pouco tempo mas conseguimos sair no lucro, ganhamos 30 pesos hahaha

Caso você goste muito de jogar, e pretenda gastar bastante nesse cassino, recomendo que leve dólares. Ouvi dizer que o do centro da cidade aceita mais pesos, mas não fomos lá.

E logo vem o próximo post, com nossa passagem pelo ponto de onde se vêem os três países. Beijocas!!

Anúncios

5 responses to “Série Um Destino, Três Países – Dia 4: Feirinha Brasileira, centro de Puerto Iguazú, Icebar, Casino, Aqva

  1. Olá!

    Estava procurando informações sobre Puerto Iguazu e cheguei no seu blog! Estou adorando seus relatos!
    Queria fazer umas perguntinhas, se você não se importar.
    Vou pra Foz no fim desse mês, só pra fazer compras no Paraguai, vou ficar só dois dias. Como vou chegar no domingo, e sei que no PY não tem nada nesse dia, estava pensando em ir em Puerto Iguazu! Pelo seu post tem bastante coisa lá no domingo né?
    É tranquilo pra atravessar a fronteira de carro? E essa feirinha fica muito longe do duty free? Estou louca pra comer a comida argentina!

    Parabéns pelo blog!

    Gostar

  2. Oi, Dani! Já estive em Puerto Iguazu ano passado mas só fui na feirinha. Chovia tanto, mas tanto! Eu fui de taxi, mas quando fui procurar o taxista argentino para voltar, o homem tinha sumido! Estávamos eu e o marido largados lá no meio da chuva! Fiquei muito decepcionada! Minha sorte foi que avistei um ônibus escrito “Foz do Iguaçu” e sem pensar duas vezes entrei nele e voltei para o hotel. Etão… Dia 05 de junho vou voltar, só que dessa vez com meu filho de 7 anos. Me fala como vc fez para visitar Puerto Iguazu. Alugou carro? Eu vou ficar em Foz. Qualquer dica é muito bem vinda.
    Um beijo!

    Gostar

    • Oi clau!! Caramba, que taxista picareta!!!! Que sacanagem!!! Olha, com criança você não pode perder o Parque das Aves. É lindo, e as crianças podem encostar em tucanos, araras… elas adoram (e eu adorei também hahaha). Com relação às cataratas, eu acho que compensa mais a do lado argentino. O parque é bem maior, tem mais estrutura e também atividades para crianças. Eu não aluguei carro não: fiz tudo de ônibus. Eu fiquei hospedada em Puerto Iguazu porque era mais barato e mais seguro, e de lá saem vários ônibus para Foz – então também tem ônibus de Foz para Puerto. Os taxis de Foz para Puerto costumam ser caros, e é mais barato ligar para algum taxista de Puerto e pedir para buscar em Foz, negociando o preço antes 😉 Tenho certeza que você vai amar!!!! beijos!!

      Gostar

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s