Série Um Destino, Três Países – Dia 5: Hito das 3 Fronteiras, Duty Free Iguazú e Aqva

Oi meninas!!

Esse dia foi meu último em Puerto Iguazú… aaahhhhhh :’-( muito triste!! Gostei demais de lá!! E usamos a manhã livre para ir conhecer o Hito de las 3 Fronteras, o ponto de onde se vê Paraguai, Brasil e Argentina. Antes de chegar no Hito, o motorista (que também é guia turístico) nos levou à base militar que faz o controle das balsas que entram em águas argentinas, e de lá nós vemos o Paraguai looonge… (esse predinho no meio da montanha que está bem no meio da imagem, em azul, vermelho e branco)

Logo depois fomos para o Hito propriamente dito, de onde se vê o Brasil, à direita, e o Paraguai, à esquerda…além de estarmos pisando em terras argentinas. Segundo o taxista, é o único lugar do mundo em que um rio divide 3 países.

Lá tem também uma feirinha de artesanato – mas se você for de taxi, os vendedores vão cobrar um pouco a mais porque pagam uma “comissão” ao taxista – e alguns índios guaranies no chão vendendo seus produtos. Se eu fosse comprar alguma coisa, compraria dos índios…

Depois fomos ao Aqva para almoçar, porque a janta do dia anterior tinha nos feito ficar apaixonados por esse restaurante. Eu pedi um Ravioli de Surubí ao Pesto. Jesus, que coisa boa… e de sobremesa, outra daquela sobremesa de erva mate.

Nossa última atividade foi ir ao Duty Free Iguazú para comprar os delineadores Gosh que eu tinha me apaixonado quando fui visitar no primeiro dia, mas acabei comprando váááários chocolates. Claro que gastei mais do que queria e mais do que deveria, porque esse free shop é muito caro… mas os chocos valem a pena 🙂

O taxista bacana que tinha nos levado ao Hito cobrou AR 130 pesos para nos levar ao aeroporto de Foz do Iguaçu, cerca de R$ 45. Mas acabou fechando por AR 60 + R$ 20 porque não tinha troco em reais… lá no aeroporto tomamos um susto ao saber que a Gol pesa cada uma das malas de mão e despacha qualquer coisa que passa de 5 quilos!!! Fiquei em pânico quando vi minha mala de vaquinha sendo despachada como se fosse uma simples mala normal :’-( mas ela chegou intacta em São Paulo 🙂

No aeroporto de Foz, todas as malas, as de mão e as que serão despachadas, devem passar pelo Raio X. Por isso, não adianta tentar dar perdido e comprar milhares de eletrônicos no Paraguai se pretender embarcar em Foz. Eu tinha a nota dos eletrônicos, que não passaram da cota de U$ 300 que cada passageiro tem direito, então foi só mostrá-la ao policial federal e despachar as malas. Mas se não tivesse a nota, ele iria querer abrir a mala e eu ia ter que justificar por que aquilo não passou dos U$ 300. Cuidado!! Com minhas maquiagens, meus chocolates e os vinhos do Rafa ninguém implicou (mas é bom lembrar que cada passageiro pode transportar só 5 garrafas, então 3 garrafas do Rafa foram como bagagem minha).

E agora os próximos posts serão com algumas dicas e detalhes que ficaram fora do ‘diário de bordo’ 🙂

super beijo para vocês!!!

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s