Série Um Destino, Três Países – Dicas extra parte 1

Olá meninas!

Vou começar esse post de dicas extra da viagem com um assunto que interessa muita sacoleira gente: regras da Receita Federal e como se organizar para ir para o Paraguai e não perder tempo.

A Receita no Aeroporto de Foz do Iguaçu

Se você acha que vai conseguir ir de avião para Foz do Iguaçu e dar um perdido na Polícia Federal, sinto em dizer que não será possível. Por ser um aeroporto de cidade fronteiriça, o controle de voos nacionais é muito semelhante ao controle de voos internacionais. Por isso, todas as bagagens (todas MESMO, até aquela case em forma de bolsinha do seu IPhone) passam pela esteira da Polícia Federal que tem um Raio-X poderoso. Quando eu fiquei sabendo disso tentei entender como eles faziam isso com as malas que despachamos, afinal, em Guarulhos, as malas são pesadas no balcão da companhia aérea e surgem (normalmente) no destino. O que acontece é que o balcão de check-in da companhia aérea fica depois da esteira da Polícia Federal. Ou seja, você entra em um corredor, passa TUDO pela esteira com o Raio X, dá as satisfações necessárias, e então despacha as malas. Meninas, não tentem dar perdido. Não vale a pena!

Aduana Brasileira depois da Ponte da Amizade e da Tancredo Neves

Logo depois da Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai, há uma aduana da Polícia Federal Brasileira. Eles costumam parar todos os ônibus de turismo e alguns carros. Para quem está fazendo a travessia em van ou taxi, normalmente não há fiscalização. Mas isso não é regra – de tempos em tempos a estratégia de fiscalização muda. Quando fomos, pegamos um ônibus coletivo de Puerto Iguazu para Ciudad del Este – assim, o ônibus nem foi parado, já que era um transporte Argentino “cortando caminho” pelo Brasil.

Depois da ponte Tancredo Neves, que liga o Brasil à Argentina, também há uma aduana brasileira – mas ela estava às moscas durante todo o período em que ficamos lá. Pelo que ouvi falar eles nunca fazem o controle entre o Brasil e a Argentina. O controle MESMO é feito no aeroporto de Foz.

Os limites

Atualmente, o limite de compras no exterior por via terrestre (isso vale para você que está embarcando para via aérea dentro do Brasil – ou seja, a travessia do Brasil para o Paraguai foi feita por terra) é de U$ 300 por pessoa. Esse limite engloba, teoricamente, tudo o que é comprado. Mas existem itens que são muito difíceis de serem diferenciados entre muamba e uso pessoal, como maquiagem, perfume, roupa… então o que a polícia realmente confere são itens iguais (por exemplo, é difícil convencer que você comprou 5 unidades do batom MAC Ruby Woo só para você! ahhahaha) e eletrônicos. Eu tinha algumas encomendas que não passaram de U$ 600, e eu tinha a nota fiscal – então como eu e o Rafa passamos juntos, já entreguei essa nota fiscal ao policial e não tive problemas. Quanto às makes, comprei só para uso pessoal MESMO, então nem chamou atenção.

Também há um limite de garrafas – e esse é especialmente triste se você pensa em ir para Puerto Iguazú. Cada passageiro pode levar no máximo 5 garrafas como bagagem de mão. E a tristeza está no fato de os vinhos BONS custarem cerca de R$ 12 na cidade, o que dá uma dor no coração de deixar de comprar.

Aqui no site da Receita Federal (e também aqui) você encontra mais detalhes sobre os limites e tributação (sim, é permitido trazer mais que o limite – só não é permitido esconder isso da Receita para não pagar imposto).

Pesquisando antes de ir a Ciudad del Este

Ciudad del Este, ou CDE para os entendidos, tem uma área de compras relativamente pequena. É menor que o Brás, por exemplo. Mas é muito, muito, muito denso. São milhares de barraquinhas emendadas nas lojas, e lojas até sem nome, tudo junto ao mesmo tempo agora. Por isso, andar por lá é bem difícil – e se você não tiver um plano definido, vai perder seu dia e não comprar quase nada. Então, se planeje! Decida que tipo de mercadorias quer comprar. Então, veja o que quer comprar em camelôs (recomendo deixar roupas para eles, meus queridos!) e o que vai comprar em lojas. Para o que for comprar em lojas, recomendo antes da viagem mandar um email às lojas que são confiáveis pedindo um orçamento. Isso evita que você tenha que ir em várias lojas para fazer a compra, e ainda ajuda a conseguir um desconto se comprar tudo junto. É claro que você vai comprar muito mais do que estiver na sua listinha… hahahaha mas tendo um roteiro, é muito mais fácil. E vá com um mapa!!! Eu comentei de algumas lojas no post sobre Ciudad del Este – e você encontra outras sugestões de lojas confiáveis nestas páginas. Faça a lista do que quer comprar por tipo de mercadoria, e confira os preços e email de contato das lojas:

Compras Paraguai
 Lojas no Paraguai
Loumar Turismo
Paraguai com Estilo
Paraguai Pink

Nunca é demais reforçar: PLANEJE-SE!!! Eu pequei por falta de planejamento e, com isso, aproveitei muito menos do que podia 😦 se você se planejar, vai saber quanto tem que levar em dólares ou reais, que percurso irá fazer e ainda garante desconto nas lojas que tiver feito o orçamento antes da viagem.

Um super beijo para vocês!!!

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s