Inspiração: Sylvester Stallone

Olá meninas!! Sei que parece estranho, mas hoje vou falar do Sylvester Stallone.

Na semana passada eu participei de uma palestra do incrível Carlos Hoyos chamada “Sucesso Inexorável: O Poder das Metas e Propósito” – que estará logo, logo disponível aqui – e ouvi uma história que mudou minha forma de ver esse ator. Vejam só sua história de vida:

No fim dos anos 70, Stallone estava totalmente falido. Não tinha dinheiro para pagar o aquecimento de sua casa, nem para comer, nem para fazer qualquer coisa. Inclusive teve que vender seu cachorro, por quem tinha um amor e um elo emocional fortíssimos, por 25 dólares – ou morreria de fome. Foi então que ele teve uma epifania: decidiu que o único jeito de ser feliz e sair da situação de miséria tanto financeira quanto emocional seria sendo uma estrela de Hollywood.

Nesse dia, Stallone sentou-se em uma mesa e escreveu, sem parar, por 20 horas. Estava pronto o roteiro de Rocky I. Como próximo passo, foi correr atrás de um estúdio, produtora ou patrocinadora para poder transformar aquele roteiro em um filme. Depois de receber mais de 1500 negativas, a United Artists finalmente aceitou comprar o roteiro. Ofereceu 125.000 dólares – uma fortuna para alguém que estava passando fome! Porém, vamos combinar que o Stallone, além de sua terrivel dicção, também não era um galã para estrear o filme…

582x0_519eced2c28d0

E então a condição da United Artists era que ele não participaria do filme. Ele então recusou a oferta, continuou no perrengue e voltou a procurar patrocínio. Depois de outras 2 ofertas ainda maiores, ele conseguiu um patrocinador para seu filme. Mas, para não correr o risco de perder muito dinheiro com um ator que, na verdade, ainda não era ator, o estúdio ofereceu “apenas” 35.000 dólares para ele e uma porcentagem das vendas da película. Com o dinheiro, Stallone comprou de volta seu cachorro – o novo dono cobrou 15.000 pelo bichinho e ainda uma ponta no filme, miserável! – e estrelou o filme. E o resto a gente já sabe: uma sequência de 5 filmes, que rendeu mais de 1 bilhão de dólares e só o primeiro recebeu 3 Oscars.

Eu achei essa história muito interessante porque ela mostra para a gente algumas coisas:

– Sonhos motivam as pessoas. Ele resistiu ao frio, à fome, à frustração, a tudo – estava motivado a ser uma estrela de Hollywood. Isso acontece quando você acredita que pode alcançar seu sonho.

– Se você abrir mão do seu sonho por uma conquista temporária, pode não conseguir alcançá-lo. Ele se recusou a entregar seu roteiro para um outro ator, mesmo que isso custasse mais dias de sofrimento.

– Não interessa se você está pronto para alcançar seu objetivo – o que interessa é o quanto persistente você é para alcançá-lo. Gente, olhem de novo a figura aí em cima. Vocês contratariam essa pessoa, com o adicional do problema de dicção, para estrelar um filme? Ele acreditou, mesmo com toda a descrença que recebeu.

– Pessoas mercenárias vão tentar se aproveitar de você. Ou você acha que o tal moço que comprou o cachorro realmente achava que o peludo valia 15.000 dólares???

Um super beijo para vocês, que vocês tenham sempre foco no que querem e força para ir atrás!!!

 

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s