O Equilíbrio como Chave

Olá queridas!
Quero conversar hoje com vocês sobre a flexibilidade na reeducação alimenter. Já falei sobre isso há um tempo, mas acho que é importante falar mais sobre isso.
Tenho visto muita gente feliz porque “foi na festa e não comeu nem um docinho”, ou que “aprendeu a controlar todas as vontades”. Imagino essas meninas voltando da festa assim:

enlouquecendo-negativo

Gente do ceu, qual é a diferença disso e de uma dieta dos anos 90?!? Me expliquem, porque eu não entendo!

A grande sacada da reeducação alimentar, quando é digna de receber esse nome, é que ninguém fica se sentindo pressionada ou desesperada para que a tortura termine. Simplesmente porque não é tortura nenhuma!! Por isso que se pode passar a vida inteira com esse tipo de alimentação, sem sofrer, e chegando até um peso saudável. Claro, ninguém vai conseguir ficar com 10% de gordura corporal, costelas aparecendo e tudo o mais só com reeducação alimentar – e esse não é meu objetivo. Meu objetivo, como já disse no Instagram, é ser saudável e ter um corpo legal. Para todas as outras coisas, existem as dietas restritivas 😀

Quando aprendemos a comer coisas boas para o nosso corpo, quando temos fome física, é fácil reconhecer quando pisamos na bola. E aí, compensamos em outra refeição, comendo mais certinho, e em exercício físico. Por exemplo: sábado é meu dia oficial de jaca. Assim sendo, de domingo já me planejo para cuidar da horta (que gasta 400 calorias por hora) e a refeição é sempre uma proteína magra e salada. Se quero um almoção no domingo, pego leve no sábado. E assim, me planejando, priorizando, e guardando tudo que dá vontade durante a semana pra comer no sábado, caminhamos sem sofrimento e já tendo 16 quilos devolvidos à natureza.

Gente, não deixe sua alimentação virar tortura! Ame-se o suficiente para traçar objetivos possíveis e que permitam uma vida feliz! Quando viramos uma panela de pressão, um dia estouramos!
Um super beijo pra vocês, fiquem com Deus!

Anúncios

3 responses to “O Equilíbrio como Chave

  1. Oi! Como concordo com tuas palavras. Inclusive falei disso num post recente meu agorinha mesmo. Equilíbrio, naturalidade, fazer parte, e sem culpa de umas permissões mais pesadinhas. Se está em processo de comer saudavelmente, não é uma jaca que vai estragar tudo. Isso aí… orgulho de ti! Dos 16 pesos devolvidos a natureza (ameiiiiiiii a frase, e mais ainda a conquista). Beijokas

    Gostar

  2. Pingback: Ceias sem neurose! | De Salto Alto e Notebook·

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s