O que saber antes de aceitar um emprego ou promoção

Hey queridas! Tudo bem com vocês?

Eu comecei a trabalhar cedo – com 11 anos eu já dava aulas particulares de matemática e ciências para juntar dinheiro para meu microscópio =D com 14, fui trabalhar em um jornal… com 15 comecei a fazer estágio em um restaurante industrial, depois em um hospital, depois voltei para o jornal e nunca parei. Tenho muita sorte de não ter começado a trabalhar cedo por necessidade financeira. E mais sorte ainda por ter tido pais que, desde muito cedo, me ensinaram que nada no mundo é dado a nós sem esforço e dedicação. E, assim, criei um gosto por trabalhar que me faz acreditar que mesmo que eu ganhasse na loteria seguiria trabalhando 🙂

Pois bem – tudo isso foi para explicar para vocês por que eu gostei muito de um artigo que li essa semana, sobre o que levar em conta quando você é promovido (e que também se aplica para quando você vai ser contratado para um trabalho novo). Eu passei por bastante experiências, a maioria bem positivas (apesar que menos as negativas me ensinaram muito…), e se soubesse dessas dicas antes de entrar em uma grande empresa eu teria passado menos dificuldade. E é por isso que compartilho com vocês! Para que vocês não tenham que ver a grande chance de suas vidas virar um grande fiasco hahaha

ufc-pulo-fail

1. Como eu fui avaliado?
Para ter certeza que você foi escolhida para o cargo por um motivo real, é importante saber como foi avaliada. Se levaram em consideração trabalhos em grupo que você não fez mais que acrescentar seu nome, por exemplo, as chances de estar preparada para a nova oportunidade são bem pequenas.

2. Quais habilidades serão demandadas?
Parece meio óbvio avaliar se o candidato tem as habilidades que são necessárias para o cargo, mas infelizmente muitas empresas ainda sofrem do que é chamado de halo effect – é quando alguém é muito bom no que faz e é promovido para ser chefe, mas não tem nenhuma habilidade para liderar pessoas. Isso também acontece com vários outros cargos, e por isso é importante saber se você tem as habilidades que vão ser requeridas na nova posição.

3. Que habilidades comportamentais precisarei ter?
Além de habilidades técnicas ou relacionadas diretamente ao cargo, é importante também saber o que será requerido em termos de comportamento. Por exemplo, se você gosta de se vestir informalmente, usar sapatos baixos e ter tatuagens provavelmente não será feliz em um trabalho que exige vestimenta e postura mais formal (digo ‘provavelmente’ porque este é o meu perfil e me dou super bem no ambiente formal em que trabalho!). É importante pesar a faceta profissional da sua personalidade que deverá surgir. Ou então, caso seja promovido/contratado para um cargo de chefia, você se sente à vontade para liderar pessoas? Demitir pessoas? Fazer entrevistas?

4. Quem será meu chefe?
Essa é muito importante principalmente no caso de promoções. É lógico que você não deve interromper sua ascenção profissional e ignorar conquistas por problemas de outras pessoas, mas é interessante saber a quem você deverá satisfação em seu novo cargo. Isso servirá para você se preparar psicologicamente e também criar uma estratégia para se dar bem com seu novo chefe. Também serve para você avaliar se está pronto para o estilo de gestão do novo boss.

5. Que resultados terei que entregar?
É saber o que se espera que você esteja disposta a fazer em sua nova função. Por exemplo, se você é do tipo de pessoa que não se dá bem com prazos apertados, com certeza não gostará de uma função que exija que você crie relatórios analisados com milhares de dados em 1 dia útil. Ou, se tem crianças pequenas, pode não estar confortável em ter que trabalhar durante a noite ou fins de semana. Por isso, entenda bem qual é o resultado do seu trabalho que deverá ser entregue.

6. Tenho condições pessoais de arcar com os custos da nova função?
Adorei esta pergunta porque é algo em que ninguém pensa! Há alguns anos eu fui promovida e a nova função exigia que eu fosse para o escritório por conta própria, sem fretado. Quase comecei a pagar para trabalhar! E há outros itens que podem aumentar o gasto que temos para ir ao trabalho: mudança de horário e transporte, local da alimentação, roupas novas…

7. A promoção agrega ao seu plano de carreira?
Esta pergunta tem muito a ver com onde você está e onde você quer chegar. Ser promovido simplesmente por ter um título mais bonito, apesar de ser divertido, pode parecer em seu currículo uma indecisão quanto à sua carreira. Pense se o novo cargo está no caminho entre seu cargo atual e sua ambição. Se não estiver, pode não ser uma boa ideia.

8. O aumento é digno?
Para saber se o aumento de salário é digno, você deve já saber a resposta de todas as 7 perguntas anteriores. Cargos novos trazem não só novos gastos, mas também mais responsabilidade e menos descanso. Você precisa analisar cuidadosamente se a diferença salarial será suficiente para compensar as dores de cabeça.

 

Um super beijo para vocês, fiquem com Deus!!

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s