Cuide de sua primeira CNH com carinho

Ola queridas!

Eu quis escrever sobre esse assunto porque percebi que pouca gente sabe o que acontece quando você tira sua carteira de motorista e toma uma multa no primeiro ano. Eu passei por isso e estou pagando o preço amargo de não ter prestado atenção ao que acontecia. Imaginem minha cara quando cheguei no Detran para trocar a PPD pela CNH e descobri que isso não aconteceria porque tinha uma multa por não usar cinto de segurança no meu prontuário…

desespero

Quando você passa pelo processo de habilitação, você recebe a PPD – Permissão para Dirigir. Esse é um documento que tem validade de 1 ano, e caso você não tenha cometido nenhuma infração grave, gravíssima, ou mais de uma média, pode solicitar sua carteira definitiva, a CNH. E são pouquíssimas as infrações leves… a maioria é grave ou gravíssima pontos, e aí você não pode solicitar sua CNH.

Mas o que isso significa?

Isso significa que você tem que começar o processo todo novamente, como se fosse sua primeira habilitação. E como se sua PPD nunca tivesse existido. Começar do ZERO, mesmo… o processo inteirinho.Este processo pode levar alguns meses (na minha região, uma média de 4 meses) e custa bem caro (por aqui está em média R$ 1400 incluindo os exames). Ou seja, é tempo e dinheiro em dobro para tentar novamente ser uma motorista habilitada.

E como eu tiro minha carteira de motorista?

O processo atual funciona assim:

– Você agenda na internet, ou vai ao Ciretran da sua cidade (normalmente em horário comercial) solicitar abertura do processo de habilitação
– Depois vai à auto escola de sua preferência para solicitar o agendamento de recolhimento de digitais e foto no Ciretran (ou agenda pela internet)
– Com a foto e as digitais no sistema, o Ciretran irá informar em qual médico você deverá fazer o exame médico e em qual psicólogo deverá fazer o psicoténico
– Você agenda os exames (normalmente R$ 68 pelo médico e R$ 78 pelo psicotécnico)
– Depois de realizar os exames, normalmente em horário comercial, você volta à auto escola para agendar seu curso teórico. Ele tem a duração obrigatória de 45 horas/aula e custa em média R$ 250. É necessário marcar a digital no início de cada aula e às vezes no fim (o sistema sorteia quem deve marcar no fim também)
– O próximo passo é fazer a prova teórica (cerca de R$ 27) – normalmente é agendada pela própria auto escola para 1 semana depois do término do curso
– Se você passar na prova teórica, poderá voltar para a auto escola e agendar as 20 aulas práticas, sendo 4 delas noturnas. Das noturnas, até 3 podem ser feitas em qualquer horário do dia em um simulador. As aulas tem 50 minutos e também é preciso marcar as digitais. Cada aula custa, em média, R$ 25
– Depois das aulas práticas, a auto escola vai agendar a prova prática (também cerca de R$ 27). Se você reprovar, pode agendar novamente e pagar a taxa de reprova.

Você também pode fazer o processo todo por sua conta se estiver no Estado de São Paulo, e ir à auto escola somente para fazer as aulas teóricas e as aulas práticas. Mas eu preferi as duas vezes deixar tudo na mão da auto escola para não esquentar minha cabeça com isso.

E como evitar?

Meu primeiro conselho: NÃO TENHA CARRO EM SEU NOME!! Há multas que não podem ser transferidas para o motorista caso não tenha sido você quem cometeu a infração. Um exemplo é a multa por dirigir carro não licenciado. Então não deixe seu carro em seu nome.

Outra dica que dou é evitar dirigir enquanto estiver com a PPD. Logo no começo é normal nos atrapalharmos, tentar passar no semáforo achando que vai dar tempo e não dá, e outras coisas que vão custar sua habilitação. Se possível, continue andando a pé/de ônibus/de metrô/de taxi até ter sua CNH, definitiva, na mão.

Caso você tenha tido que dirigir e tenha tomado uma multa, e acredite que não tenha culpa, não deixe de recorrer. É fácil: basta escrever uma carta explicando por que você não teve culpa, de preferência embasando-se no próprio Código de Trânsito Brasileiro (aquele caderninho que você irá receber para fazer a aula teórica da auto escola é uma excelente fonte) e enviar para o JARI do município que aplicou a multa. Caso uma multa chegue até você mas não era você quem estava dirigindo, siga imediatamente o processo de trasnferência dos pontos. Basta preencher o formulário que está na própria notificação da multa com os dados do motorista que cometeu a infração, anexar os documentos seus e do infrator, e enviar por correio para o Departamento de Trânsito. O endereço também está na própria notificação de multa.

E tem que fazer tudo isso de novo mesmo?

Infelizmente sim, meninas. Se condenamos a corrupção do governo mas compramos nossa carta e tentamos burlar o sistema, estamos fazendo um discurso hipócrita, certo?

Um super beijo para voces, fiquem com Deus!!

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s