Série “Diversidade de gênero e orientação” – parte 3

Olá queridas!!

Nossa, que semanas loucas!! Está difícil conseguir sentar tranquila! 🙂

Hoje retomamos a série ‘Diversidade de gênero e orientação’ para falar sobre Orientação Sexual.

Esse é um tema bastante polêmico porque traz muitas discussões religiosas – e eu quero deixar aqui totalmente de fora qualquer aspecto religioso relacionado a esse assunto. Tudo o que eu colocar aqui são fatos científicos, que foram estudados e definidos por médicos e psicólogos.

Homo, Hetero, Bi, A… o que é tudo isso?

Em termos de vocabulário, essa é a definição básica de cada termo:

Homossexual: sente atração por indivíduos do mesmo gênero
Heterossexual: sente atração por indivíduos de outro gênero (no caso de sociedades binárias como a nossa, mulher atraída por homens e homem atraído por mulheres)
Bissexual: sente atração pelo indivíduo independentemente de seu gênero (não, não é uma pessoa indecisa!! hahaha)
Assexuado: indivíduos que não sentem desejo sexual por nenhum gênero. Eles podem sentir amor por qualquer gênero, mas não sentem desejo sexual.

Porém, nem tudo é tão simples assim. A mente humana é incrivelmente complexa e rotular facilmente uma pessoa pode ser muito traiçoeiro.

Em 1948 o pesquisador Alfred Kinsey percebeu, em um estudo, que assim como existiam pessoas que só se sentiam atraídas por um gênero específico, haviam também pessoas que sentiam diferentes graus de atração por diferentes gêneros. Por isso, ele definiu ‘graus’ de orientação sexual, e criou a ‘Tabela de Kinsey’.

[picture of Heterosexual-Homosexual Rating Scale]

A teoria de Kinsey é amplamente aceita por médicos e psicólogos. Até um médico nazista, Fritz Klein, condenado por atrocidades em campos de concentração alemães, reconheceu o valor da pesquisa de Kinsey e expandiu a quantidade de grupos.

E é pra sempre?

Além dos ‘graus de orientação’, há outra variante na orientação sexual: o tempo. Pois é… existem situações em que a orientação sexual se altera com o passar do tempo. Isso porque, até hoje, não existe consenso entre os cientistas sobre a ‘causa’ da homossexualidade. Há uma corrente que defende que alterações hormonais durante a gestação podem ser responsáveis pela formação do centro límbico do cérebro, enquanto que outras correntes defendem que a própria formação da personalidade tem como parte a formação da orientação sexual.

O que já se sabe com certeza é que o funcionamento hormonal e cerebral de Homossexuais e Heterossexuais é totalmente diferente. E o cérebro de um homem gay funciona muito mais semelhantemente ao cérebro de uma mulher heterossexual que de um homem heterossexual.

Homossexualismo ou Homossexualidade?

Desde os anos 70 a atração sexual ou afetiva por indivíduos do mesmo gênero não é mais reconhecida como uma doença psiquiátrica – e seu nome passou de homossexualismo para homossexualidade. Isso porque o sufixo ‘-ismo’ está normalmente associado a doenças, e a comunidade gay e seus apoiadores consideram uma vitória que esse aspecto da psique humana tenha deixado de ser visto como algo a ser tratado.

Homem gay quer ser mulher?

Não! A menos que ele seja transgênero. E nesse caso, se tiver a identificação de homem, se sentir atraído por homens, mas se sentir e quiser ser reconhecido como mulher, estamos falando de uma mulher transgênero heterossexual.

A orientação sexual, como já conversamos antes, e a identidade de gênero, são coisas completamente diferentes. Tanto os homens quanto as mulheres gays não ‘querem’ ter o outro gênero. Eles querem a liberdade de expressar afeto e atração por indivíduos do mesmo gênero.

Por que eles querem o direito ao casamento?

Imagine que você tenha formado um lindo patrimônio com seu marido, mas quando ele morrer você não tenha direito a nada do que construíram juntos. Ou então que seu marido tenha um ótimo plano de saúde na empresa – mas você não tenha direito a ser sua dependente. Ou, ainda, que vocês queiram comprar juntos uma casa. Os heterossexuais normalmente não se dão conta dos direitos que os membros de um casal têm porque são casados judicialmente. Esses direitos só podem ser conquistados por casais homoafetivos se eles puderem registrar seu casamento legalmente.

E o que é esse ‘Pride’? Por que ‘Orgulho Gay’?

É preciso esclarecer uma coisa: ‘Orgulho Gay’ não é orgulho de amar alguém do mesmo gênero. É orgulho de assumir uma orientação sexual que não é entendida nem aceita pela grande maioria da sociedade. Gays são expulsos de casa, discriminados no ambiente de trabalho (você conhece colegas gays que tenham fotos de seus parceiros na mesa de trabalho?), violentados verbalmente nas ruas e, em muitas regiões do país, agredidos até a morte. E o ‘Pride’ ou ‘Orgulho Gay’ se refere à coragem de assumir todos esses riscos e se mostrar como realmente se é.

Está aumentando a quantidade de gays? Por quê?

Não está aumentando a quantidade de gays. O que está aumentando é a quantidade de homossexuais que criaram coragem de se assumir abertamente. Isso devido ao esforço de várias empresas que têm pregado a Diversidade e a Inclusão, médicos e profissionais de serviço social que tentam disseminar o conhecimento para combater o preconceito.

E se meus filhos virem e acharem que é normal?

Primeiramente: é normal 🙂 a orientação sexual é um aspecto da psicologia humana que não pode ser ignorado, nem tratado como uma aberração isolada. Diferentes orientações sexuais existem e devem ser tratadas com informação e naturalidade. E é através da informação que evitamos que crianças confundam sua orientação sexual com rebeldia. Ver orientações sexuais distintas como algo natural nunca tornará alguém gay. A definição da orientação é extremamente complexa, ainda não mapeada totalmente pelos cientistas, e é influenciada por genes, hormônios, gestação, formação do cérebro, estrutura familiar e vários outros, juntos. Não é um aspecto que determina a orientação sexual de uma criança.

Espero que esse artigo ajude vocês a entender melhor esse tema. Infelizmente ainda há muito preconceito e violência, e o que precisamos é de um mundo com mais amor e compreensão.

Um beijo, fiquem com Deus!!

Anúncios

Diga o que pensa sobre isso

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s